sexta-feira, 18 de março de 2011

Hoje me vejo cada vez mais distante...mesmo perto!me reconheço em novos caminhos e acredito que eu pertenco ao vento, que sopra pra frente, e que por vezes trás lembranças de outros dias.Apesar dos quadros que habitamminha casa serem os mesmos, eu mudei, um pouco, um muito e os espelhos já não refletem o tempo, são instantaneos de um olhar rápido, de quem sai para trabalhar e esquece o oculos, o som do carro e a agenda como os afazeres dia. Me sinto calmo,cansado, vivido, mas também me sinto interio, forte e decidido...o duelo diário me conduz a procurar saber o que eu vou fazer com a minah segunda, terças -feiras...faço supermercado, ainda não fiz analise e sonho em ter um filho para amar todas as horas do meu dia.Coleciono amigos.coleciono pessoas.Amo tão intensamente, em um desespero tão profundo, que acabo construindo universos ao redor da pessoa amada.Choro e rio com a mesma intensidade, me sinto único, mas me procuro entre as igualdades dos que convivem comigo.Não entendo o mundo e isso continua a me fascina.Gosto de proteger, de guardar do frio e conduzir nas caminhadas.Momentos felizes são desapercebidos, por isso, quando lembro que fui feliz, fico triste.fico alegre, fico bem.
Conversar comigo mesmo me fez amigo meu...escrever é apenas uma forma de acalmar os demônios bons de dentro de mim.
Quero em vingar, mas não consigo.
Quero presentear, e quero a pessoa presente.Quero ser, e não estar.Quero tudo, como diz minha irmã.e ás vezes o que eu quero é só um olhar de proteção, que acalme essa busca desenfreada por algo que nem mesmo eu sei.

Continuo aqui, por aqui, com a minah casa e corações(tenho vários!) abertos, por que noíntimo, sou só um menino bobo, que ainda acredita no amor e que tem pressa...muita pressa de ser e está sendo feliz.

(Rodrigo Dantas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário