segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Oração de Ano Novo

Senhor meu Deus, dono do tempo e da eternidade, Teu é o hoje e o amanhã, o passado e o futuro.
Hoje encerra mais um ano, quero Te dizer obrigado por tudo aquilo que recebi de Ti.
Obrigado pela vida , pelo amor, pelas flores, pelo ar, pelo sol, pelas pessoas que tanto amo.
Ofereço-te tudo o que fiz neste ano, o trabalho que  pude realizar, as coisas que passaram pelas minhas  mãos e o que com elas pude construir. Apresento-te as pessoas que ao longo destes meses amei, as amizades novas e os antigos amores, os que estão perto de mim e os que estão mais longe, os que me deram sua mão e aqueles que pude ajudar, os com  quem compartilhei a vida, o trabalho, e a minha dor...
Mas também, Senhor, hoje quero Te pedir perdão... perdão por viver sem entusiasmo, perdão se às vezes não consigo aceitar teus desígnios, perdão por sofrer tanto a partida de meu irmão... PERDÃO.
Começaremos um novo ano. Paro a minha vida diante do novo calendário que ainda não se iniciou, e Te apresento estes dias que somente Tu sabes se chegarei a vivê-los.
Hoje, Te peço para mim, meus parentes e amigos, a paz, a fortaleza e a prudência, a lucidez e a sabedoria.
Quero viver cada dia com amor ao próximo.
Fecha meus ouvidos a toda falsidade e meus lábios a  palavras mentirosas, egoístas ou que magoem. Enche-me, também, de bondade e fé para que todas as pessoas que eu encontrar no meu caminho possam descobrir em mim, um pouquinho de Ti.

QUE 2013 NOS TRAGA MUITAS BENÇÃOS!

AMÉM !

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Alegria é isso!

Nos últimos dois anos não tive muitos motivos pra sorrir.
Mas existe um ser, um anjo, que entrou em minha vida
pra me mostrar que apesar de todos os tropeços e 
percalços, ainda é possível ser feliz e sorrir, e gargalhar
e reencontrar a criança interior que reside em nós.
Uma criança só não, uma benção divina...
que me ensina a cada dia que a vida é linda de viver!!!
Te amo Tisolinho

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

A Parábola da Rosa


Um certo homem plantou uma rosa e passou a regá-la constantemente e, antes que ela desabrochasse, ele a examinou.
Ele viu o botão que em breve desabrocharia, mas notou espinhos sobre o talo e pensou, "Como pode uma bela flor vir de uma planta rodeada de espinhos tão afiados?
"Entristecido por este pensamento, ele se recusou a regar a rosa, e, antes que estivesse pronta para desabrochar, ela morreu.

Assim é com muitas pessoas. Dentro de cada alma há uma rosa: as qualidades dadas por Deus e plantadas em nós crescendo em meio aos espinhos de nossas faltas.
Muitos de nós olhamos para nós mesmos e vemos apenas os espinhos, os defeitos. Nós nos desesperamos, achando que nada de bom pode vir de nosso interior. Nós nos recusamos a regar o bem dentro de nós, e, consequentemente, isso morre. Nós nunca percebemos o nosso potencial.

Algumas pessoas não vêem a rosa dentro delas mesmas; Alguém mais deve mostrá-la a elas. Um dos maiores dons que uma pessoa pode possuir ou compartilhar é ser capaz de passar pelos espinhos e encontrar a rosa dentro de outras pessoas. Esta é a característica do amor -- olhar uma pessoa e conhecer suas verdadeiras faltas.
Aceitar aquela pessoa em sua vida, enquanto reconhece a beleza em sua alma e ajuda-a a perceber que ela pode superar suas aparentes imperfeições. Se nós mostrarmos a essas pessoas a rosa, elas superarão seus próprios espinhos. Só assim elas poderão desabrochar muitas e muitas vezes.
Hoje orei e fiz uma pergunta à Deus: 
-Senhor o que é preciso para recomeçar a vida e ser feliz? 

Ele me respondeu: 

-Entregue suas preocupações a mim e não volte a tomar, Eu cuidarei de tudo. 
Seja determinada, sonhe e tenha fé que se tornará real. Não desanime! 
Busque dentro de você a força que eu soprei... Pois quando lhe formei, Eu soprei em você um Espírito tão forte!... Um Espírito de poder que é capaz de fazer você transpor barreiras, gigantes e mares. 
Por isso não temas... nem te assombres, porque Eu o Teu Deus, 
Sou Contigo!!!

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

"A coisa mais cruel que alguém pode fazer é permitir que alguém se apaixone por você quando você não pretende fazer o mesmo."


Mário Quintana

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Aprendendo...


Se te esqueceram, abandonaram e desistiram de você, DESAPEGA...!!!!
Porque de nada vale ter alguém em sua vida que não pode contar quando mais precisa. E essa pessoa com certeza não merece sua consideração, muito menos suas lágrimas!!!

domingo, 23 de dezembro de 2012

::: BEM-AVENTURADOS :::





Bem-aventurados os aflitos
que, chorando — não se desanimam,
que, ofendidos — não revidam,
que, esquecidos pelos outros — não olvidam os deveres que lhes são próprios,
que, dilacerados — não ferem,
que, caluniados — não caluniam,
que, desamparados — não desamparam,
que, açoitados — não praguejam,
que, injustiçados — não se justificam,
que, traídos — não atraiçoam,
que, perseguidos — não perseguem,
que, desprezados — não desprezam,
que, ridiculizados — não ironizam,
que, sofrendo — não fazem sofrer...

Até agora, raros aflitos da Terra conseguiram merecer as bem-aventuranças do Céu, porque, realmente, com amor puro, somente o Grande Aflito da Cruz se entregou ao sacrifício total pelos próprios verdugos, rogando perdão para a ignorância deles e voltando das trevas do túmulo para socorrer e salvar, com a sua ressurreição e com o seu devotamento, a Humanidade inteira.

André Luiz


Psicografia em Reunião Pública. Data — 17/12/1951. Local — Centro Espírita Luiz Gonzaga, na cidade de Pedro Leopoldo, Minas.
(De “Através do Tempo”, de Francisco Cândido Xavier – Espíritos diversos)

Vivendo por viver...

Normalmente não faço desse blog um diário, mas hoje decidi expor meu interior de forma clara e direta sem usar de mensagens, frases ou imagens criadas por outras pessoas, que representassem meu sentimentos.
http://noticias.r7.com/videos/casal-espera-quase-60-anos-para-viver-uma-grande-historia-de-amor/idmedia/50d78360fc9b743b64b92f43.html

Hoje eu assistia TV e passava a história de um casal italiano, que se amavam ainda crianças e que o destino fez com se separassem por 60 anos, quando ela veio para o Brasil com a família.

Ele nunca se casou, sempre tendo ela no coração. Ela quebrou a promessa e se casou com outro italiano que vivia no Brasil com quem teve 3 filhos, mas nunca esqueceu seu grande amor. Em 2008 se reencontraram na Itália, ela viúva ele sozinho e o amor verdadeiro que sentiam, resistiu a distancia e ao tempo. Desde então estão juntos, são companheiros e ela ouve dele todos os dias o quanto a ama.

Vi essa história com lágrimas nos olhos, junto com meu pai e minha irmã, que também choravam emocionados. Cada um por seu motivo.

Meu Pai por saudade de minha mãe (falecida em 98), minha irmã pelo reencontro com o grande amor de sua vida depois de 20 anos. E eu por não ter vivido realmente um amor tão bonito e recíproco assim.

Um dia, quando eu já me conformava em não ser amada dessa forma tão intensa, conheci alguém. Descobri finalmente o que era o amor verdadeiro, desse que nos transborda e preenche todas as lacunas do nosso coração. Acreditei que finalmente deixaria de ser sozinha, que bastava ter paciência para esperar que o destino propiciasse nosso encontro, pois ele não morava na mesma cidade que eu. Ouvia todos os dias tudo que sempre sonhei ouvir de alguém e me sentia feliz, disposta até a me mudar pra longe da minha família para viver intensamente o nosso amor.

NEOQUEAV... era o que escutava e dizia todos os dias sempre seguido de um PRA SEMPRE.

Eu só não sabia que o pra sempre não existia...

E um dia, acordo com a mensagem dele, dizendo que se apaixonara por outra pessoa.

Me senti como se o mundo, o meu mudo tão feliz, o meu conto de fadas, desmoronasse sobre a minha cabeça. Não sei descrever todos os sentimentos que tive em tão curto espaço de tempo.

Vai completar 2 anos que isso aconteceu e ainda dói ao lembrar tudo que vivi com ele e sem ele, ainda dói os cacos e cicatrizes que restaram do meu coração.

Tento todos os dias encontrar motivos pra seguir em frente, tentei até sair com outra pessoa, mas foi inútil, não consigo simplesmente sair com alguém, sem um algo a mais, sem sentimento. Ao invés de melhorar, me senti pior...

Hoje minha rotina é acordar todos os dias, me olhar no espelho e ver o quanto envelheço a cada dia. Sinto falta do brilho que um dia vi no meu olhar, hoje apagado e sem vida.

Não acredito mais que algum dia eu vá viver um amor tão lindo e verdadeiro e puro como vi na TV hoje, como meu pai viveu e como minha irmã vive.

Não sinto inveja deles, fico feliz por terem tido a oportunidade que a vida me negou, porém a cada dia que passa, a solidão que me oprime o peito me tira cada vez mais a vontade de viver, a esperança já não existe e já não espero mais nada da vida. Vivo por viver, até quando Deus achar que já foi suficiente.

Não luto mais, entreguei as armas e como uma condenada, simplesmente espero o fim.

FELIZ NATAL

sábado, 22 de dezembro de 2012

O invejoso

Note um invejoso quando ele tenta ridicularizar pessoas claramente mais capazes do que ele, note um invejoso pelas suas teorias mesquinhas e medíocres, sempre com intuito de diminuir aqueles que ele não consegue ser, note um invejoso pelas intrigas que ele vive tentando fazer para afastar as pessoas daqueles que ele se sente inferior, note um invejoso pela mania de perseguição, porque todo invejoso se julga "universalmente" invejado, note um invejoso pela ausência de elogios, ele sempre vai fingir não te notar, no entanto, ele sempre vai te copiar em alguma coisa, note o invejoso pela covardia de reunir pessoas para apontar os defeitos daqueles que ele mais tem despeito, note um invejoso pela mania de colocar defeitos nos outros e, pelo seu desespero de não poder ser e nem ter, o que aqueles que ele mais critica são ou têm, quando notares um invejoso, por favor! O ignore! Porque a incapacidade dele já basta como punição, porque a frustração dele já é o suficiênte para atormentar a vida dele todos os dias.Keila Sacavem

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

...

Apaixonar-se sozinha é apaixonar-se pelo silêncio.
Um silêncio com fumos e espelhos.
O amor, se é alguma coisa, é dos que se olham.

Alejandra Pizarnik


Hoje amanheci triste, com uma dorzinha no peito e machuca tanto, amanheci sem palavras quase muda, sem graça, e nesses dias parece que o tempo não passa.
Hoje é um daqueles dias que me sinto abandonada, sozinha não sei descrever esta dor e as lágrimas em meus olhos se recusam a cessar, mas o pior é que nem sei por que choro, ou talvez saiba e não queira admitir.
Sinto-me tão cansada... Tão confusa... Com tanto medo... As pessoas acham que sou forte, mas isso é uma maneira de me proteger, por isso mostro esta postura firme, indiferente, mas eu não sou assim, eu sou frágil, sou carente, sou meiga, embora todos me vêem como corajosa, louca, ousada.
Não gosto de ficar sozinha, gosto muito de sorrir, de brincar, de falar bobagens e falo muitas bobagens, mas também falo sério.
A cabeça ferve em pensamentos, pensamentos que não me levam a lugar nenhum... Só deixam a certeza que estou só... Queria dizer tanta coisa que trago comigo... Mas quando tenho oportunidade me falta coragem ou ouvidos para ouvir.
Só sei que me sinto sozinha, tenho a impressão que vivo sem viver, estou viva e não vivo... Estou desestimulada... Não quero mais sonhar... Meus sonhos não são mais importantes... Não quero mais lutar... Não tenho por que lutar... As minhas lutas já não fazem sentido... As vezes penso que se eu fugisse ninguém sentiria minha falta.
É tão difícil ficar só quando se esta acostumada a viver rodeada de pessoas, o coração fica meio perdido, e não tem outro alivio senão as lágrimas.
Sei que a presença de alguém iria me fazer bem, o toque de suas mãos, seu olhar ia iluminar, ia fazer renascer em mim um sorriso, ia fazer-me viver outra vez, sei que um abraço apertado ia me fazer renascer...mas ele esta em outros braços...será que pensa em mim...claro que não....tudo uma doce ilusão.
Tenho que encontrar a mim mesma....sem esperar nada dos outros.
Hoje estou chorando....mas tenho certeza que amanhã estarei rindo do que estou sentindo hoje, ou ao menos espero estar...

A Ilusão do Reflexo

Um rei tinha presenteado sua filha, a princesa, com um belo colar de diamantes.

O colar foi roubado e as pessoas do reino procuraram por toda a parte sem conseguir encontrar.

Alguém disse que um pássaro poderia tê-lo levado, fascinado pelo brilho.

O rei então pediu a todos que voltassem a procurá-lo e anunciou uma recompensa de $50.000 para quem encontrasse.

Um dia um rapaz caminhava de volta para casa ao longo de um rio ao lado de uma área industrial.

O rio estava completamente poluído, sujo e com um mau cheiro terrível.

Enquanto andava, o rapaz viu algo brilhar no rio e quando olhou viu o colar de diamantes.

Decidiu tentar pega-lo de forma que pudesse receber os $50.000 da recompensa.

Pôs sua mão no rio imundo e agarrou o colar, mas de alguma forma o perdeu e não pegou.

Tirou a mão para fora e olhou outra vez e o colar estava lá, imóvel.

Recomeçou, desta vez entrou no rio imundo, emporcalhou sua calça e afundou seu braço inteiro para pegar o colar.

Mas estranhamente, ele perdeu o colar novamente!

Saiu e começou a ir embora, sentindo-se deprimido.

Então, outra vez ele viu o colar, bem ali. Desta vez ele estava determinado a pega-lo, não importava como.

Decidiu mergulhar no rio, embora fosse algo repugnante de fazer, tal a sujeira do rio e seu corpo inteiro tornou-se imundo. Mergulhou e mergulhou e procurou por toda a parte pelo colar, mas fracassou novamente.

Desta vez ele ficou realmente aturdido e saiu sentindo-se mais deprimido ainda já que, sem conseguir pegar o colar, não receberia os $50.000.

Um velho que passava por ali, o viu e perguntou-lhe o que estava havendo.

O rapaz não quis compartilhar o segredo com o velho, pensando que o velho poderia tomar-lhe o colar, então recusou-se a explicar a situação para o velho.

Mas o velho pôde perceber que o rapazinho estava incomodado e, sendo compassivo, outra vez pediu ao rapaz que lhe contasse qual o problema e ainda prometeu que não contaria nada para ninguém.

O rapaz reuniu alguma coragem e, como já dava o colar como perdido, decidiu pôr alguma fé no velho.

Contou sobre o colar e como ele tentou e tentou pegá-lo, mas não conseguia de maneira alguma.

O velho então lhe disse que talvez ele devesse tentar olhar para cima, em direção aos galhos da árvore, em vez de olhar para o rio imundo.

O rapaz olhou para cima e, para sua surpresa, o colar estava pendurado no galho de uma árvore.

Tinha, o tempo todo, tentado capturar um simples reflexo do colar.

A felicidade material é exatamente como o rio poluído e imundo; porque é um mero reflexo da felicidade verdadeira no mundo espiritual.

Não alcançaremos a felicidade plena que procuramos na vida material, não importa o quanto nos esforcemos.

Em vez disso, devemos “olhar para cima”, em direção a Deus, que é a fonte da felicidade real, e parar de perseguir o reflexo desta felicidade no mundo material.

Esta felicidade espiritual é a única coisa que pode nos satisfazer completamente.


quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Amor Verdadeiro



Um famoso professor se encontrou com um grupo de jovens que falava contra o casamento.
Argumentavam que o que mantém um casal é o romantismo e que é preferível acabar com a relação quando este se apaga, em vez de se submeter à triste monotonia do matrimônio.
O mestre disse que respeitava sua opinião mas lhes contou a seguinte história:
Meus pais viveram 55 anos casados. Numa manhã minha mãe descia as escadas para preparar o café e sofreu um infarto. Meu pai correu até ela, levantou-a como pôde e quase se arrastando a levou até à caminhonete.
Dirigiu a toda velocidade até o hospital, mas quando chegou, infelizmente ela já estava morta.
Durante o velório, meu pai não falou. Ficava o tempo todo olhando para o nada. Quase não chorou.
Eu e meus irmãos tentamos, em vão, quebrar a nostalgia recordando momentos engraçados.
Na hora do sepultamento, papai, já mais calmo, passou a mão sobre o caixão e falou com sentida emoção:
"Meus filhos, foram 55 bons anos...
Ninguém pode falar do amor verdadeiro se não tem idéia do que é compartilhar a vida com alguém por tanto tempo."
Fez uma pausa, enxugou as lágrimas e continuou:
"Ela e eu estivemos juntos em muitas crises. Mudei de emprego, renovamos toda a mobília quando vendemos a casa e mudamos de cidade.
Compartilhamos a alegria de ver nossos filhos concluírem a faculdade, choramos um ao lado do outro quando entes queridos partiam.
Oramos juntos na sala de espera de alguns hospitais, nos apoiamos na hora da dor, trocamos abraços em cada Natal, e perdoamos nossos erros...
Filhos, agora ela se foi e estou contente. E vocês sabem por que? Porque ela se foi antes de mim e não teve que viver a agonia e a dor de me enterrar, de ficar só depois da minha partida.
Sou eu que vou passar por essa situação, e agradeço a Deus por isso. Eu a amo tanto que não gostaria que sofresse assim..."
Quando meu pai terminou de falar, meus irmãos e eu estávamos com os rostos cobertos de lágrimas. Nós o abraçamos e ele nos consolava, dizendo:
"Está tudo bem, meus filhos, podemos ir para casa. Este foi um bom dia."
E, por fim, o professor concluiu:
Naquele dia entendi o que é o verdadeiro amor. Está muito além do romantismo, e não tem muito a ver com o erotismo, mas se vincula ao trabalho e ao cuidado a que se professam duas pessoas realmente comprometidas.
Quando o mestre terminou de falar, os jovens universitários não puderam argumentar pois esse tipo de amor era algo que não conheciam.
* * *
O verdadeiro amor se revela nos pequenos gestos, no dia-a-dia e por todos os dias.
O verdadeiro amor não é egoísta, não é presunçoso, nem alimenta o desejo de posse sobre a pessoa amada.
Quem ama, verdadeiramente, prefere sofrer a causar sofrimento. Prefere renunciar à própria felicidade para promover a felicidade de quem ama.
Alguns dirão que quem age assim não tem amor próprio, mas amor próprio, não quer dizer individualismo.
O que geralmente acontece com o individualista, em caso de separação pela morte, é debruçar-se sobre o caixão e perguntar: O que será de mim?
Já aquele que ama e se preocupa com o ser amado, perguntará: O que será dele? Ou, ou que será dela?
Isso demonstra que seu amor é grande o suficiente para pensar mais no outro do que em si mesmo.
E você, está aproveitando o seu relacionamento para construir um verdadeiro amor?

terça-feira, 18 de dezembro de 2012


Declarar Amor

Demonstrar o amor é uma forma de deixar a vida transbordar dentro do próprio coração.
A maioria das pessoas estabelece datas especiais para manifestar o seu amor pelo outro: é o dia do aniversário, o natal, o aniversário de casamento, o dia dos namorados.
Para elas, expressar amor é como usar talheres de prata: é bonito, sofisticado, mas somente em ocasiões muito especiais.
E alguns não dizem nunca o que sentem ao outro. Acreditam que o outro sabe que é amado e pronto. Não é preciso dizer.
Conta um médico que uma cliente sua, esposa de um homem avesso a externar os seus sentimentos, foi acometida de uma supuração de apêndice e foi levada às pressas para o hospital.
Operada de emergência, necessitou receber várias transfusões de sangue sem nenhum resultado satisfatório para o restabelecimento de sua saúde.
O médico, um tanto preocupado, a fim de sugestioná-la, lhe disse: pensei que a senhora quisesse ficar curada o mais rápido possível para voltar para o seu lar e o seu marido.
Ela respondeu, sem nenhum entusiasmo:
- O meu marido não precisa de mim. Aliás, ele não necessita de ninguém. Sempre diz isto.
Naquela noite, o médico falou para o esposo que a sua mulher não queria ficar curada. Que ela estava sofrendo de profunda carência afectiva que estava comprometendo a sua cura.
A resposta do marido foi curta, mas precisa:
- Ela tem de ficar boa.
Finalmente, como último recurso para a obtenção do restabelecimento da paciente, o médico optou por realizar uma transfusão de sangue directa. O doador foi o próprio marido, pois ele possuía o tipo de sangue adequado para ela.
Deitado ao lado dela, enquanto o sangue fluía dele para as veias da sua esposa, aconteceu algo imprevisível.
O marido, traduzindo na voz uma verdadeira afeição, disse para a esposa:
- Querida, eu vou fazer você ficar boa.
- Por que? Perguntou ela, sem nem mesmo abrir os olhos.
- Porque você representa muito para mim.
Houve uma pausa. O pulso dela bateu mais depressa. Seus olhos se abriram e ela voltou lentamente a cabeça para ele.
- Você nunca me disse isso.
- Estou dizendo agora.
Mais tarde, com surpresa, o marido ouviu a opinião do médico sobre a causa principal da cura da sua esposa.
Não foi a transfusão em si mesma, mas o que acompanhou a doação do sangue que fez com que ela se restabelecesse. As palavras de carinho fizeram a diferença entre a morte e a vida.
É importante saber dizer: amo você! O gesto carinhoso, a palavra gentil autêntica, a demonstração afectiva num abraço, numa delicada carícia funcionam como estímulos para o estreitamento dos laços indestrutíveis do amor.
É urgente que, no relacionamento humano, se quebre a cortina do silêncio entre as criaturas e se fale a respeito dos sentimentos mútuos, sem vergonha e sem medo.
A pessoa cuja presença é uma declaração de amor consegue criar um ambiente especial para si e para os que privam da sua convivência.
Quem diz ao outro: eu amo você, expressa a sua própria capacidade de amar, mas também, afirmando que o outro é amado, se faz amar e cria amor ao seu redor.

domingo, 16 de dezembro de 2012

A sós ninguém está sozinho !!!

"As vezes eu queria ter uma amiga como eu...
a solidão ensina a superar as coisas, mas
existem momentos em que até os mais fortes
precisam de um colo... e eu nem sou 
mais tão forte como antes.
Precisam de alguém que saiba deixar de
lado seus próprios problemas e dores
para apoiar quem precisa..."

Quem ama, mostra!


Falar nem sempre é fácil - verdade seja dita. Mas difícil mesmo é fazer. E fazer com constância e coerência. É mostrar, por meio de atitudes, escolhas e comportamentos, que as palavras ditas não estão vazias. Ao contrário, estão endossadas pelo que é palpável, visível e constatável. Sim, estou falando de amor.


Sei que muitos defendem a ideia de que o amor é imponderável e que, mesmo quando não é demonstrado, deve ser considerado como real e válido. Concordo apenas em partes. Na verdade, depende do motivo pelo qual ele não é expresso. Porque, em última instância, aposto todas as minhas fichas na crença de que amar é, sobretudo, um verbo de ação.

Claro que declarações verbais de amor são sempre bem-vindas. Longe de mim afirmar que elas não têm seu valor. Tem - e dos grandes. É, sem dúvida, muito bom ouvir a pessoa amada relembrando-nos o que sente de bom. É saudável e prazeroso se sentir amado por todos os sentidos, de todas as maneiras.

O que estou querendo defender é o fato de que amor é um pacote, um conjunto de fatores que vai além de palavras. É preciso amar e mostrar! Porque de amores que a gente não vê o mundo está cheio. Sim, de amores que podem ser vistos também está, felizmente. Mas precisamos mostrar mais, especialmente para aqueles que amamos mais de perto!

Porque amar de longe também é bem mais fácil. Não inclui as irritações e as impaciências próprias da convivência, da rotina, das diferenças. Não inclui os impulsos viscerais, contato, corpos ocupando o mesmo espaço físico. Fica mais na poesia, no "pode vir a ser", na expectativa do encontro. Fica mais no nível do platônico. Não é exatamente um exercício, senão o da espera.

Quando proponho mostrar o amor, estou sugerindo exercitá-lo mesmo! O que faz quem ama? Como se comporta um amante? Está sempre mal humorado e impaciente? Vive pronto para criticar, julgar e condenar? É focado nas limitações e nos enganos de quem ama? Privilegia o silêncio de quem se ausenta e a distância de quem não se importa? Recusa-se à intimidade?

Esta não parece uma boa descrição de alguém que diz que ama, não é? E por que será que, ainda assim, tantas pessoas não se cansam de repetir "eu te amo" enquanto, ao mesmo tempo, mantém exatamente esse tipo de comportamento?

Rainer Rilke escreveu algo que, em algum nível, responde minha pergunta: "Amar outro ser humano é talvez a tarefa mais difícil que a nós foi confiada, a tarefa definitiva, a prova e o teste finais; a obra para a qual todas as outras não passam de mera preparação".

Isto é, precisamos primeiro aprender, mas infelizmente não se ensina a amar nas escolas, embora devesse ser disciplina obrigatória, em minha opinião. E depois de aprendidos alguns importantes conceitos, depois de compartilhadas profundas experiências, sob a supervisão de quem se especializou no assunto, seria absolutamente interessante que se estimulasse o treino.

Como fazer diante de um desentendimento? Conversando. Ouvindo o outro. Ponderando sobre os diferentes pontos de vista. Como lidar com sentimentos como ciúme e insegurança? Olhando para dentro, refletindo sobre como se sente em relação a si mesmo e o que pode ser feito para lapidar essa autoimagem. Como perdoar? Reconhecendo as próprias dificuldades, os próprios erros, considerando o que realmente importa: se é estar com a razão ou amar um pouco além.

Enfim, treinar, treinar, treinar. Treinamento é o caminho para o desenvolvimento e, por fim, para a excelência, inclusive do amor. Portanto, da próxima vez que se sentir inspirado a contar à pessoa amada o que você sente por ela, que tal acrescentar às palavras uma atitude que mostre?


:: Rosana Braga ::

sábado, 15 de dezembro de 2012

Uma Estrela a mais no céu...


O céu na noite de ontem se tornou mais iluminado
Recebeu uma nova e brilhante estrela 
Jake entre nós iluminou nossas vidas e nossos corações
com toda alegria e Alto Astral que, naturalmente,
se desprendia de seus poros e em suas 
sempre doces palavras.
A saudade é só mais uma pra nós
pois a sua lembrança...
Essa é eterna!!!
Deus te receba em sua Glória minha amiga...

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Patrick Swayze - She's Like The Wind


"Não existe mais homens assim... =,("
She's Like The Wind
She's like the wind through my tree
She rides the night next to me
She leads me through moonlight
Only to burn me with the sun
She's taken my heart,
(But) she doesn't know what she's done

Feel her breath in my face
Her body close to me
Can't look in her eyes
She's out of my lead
Just a fool to believe
I have anything she needs
She's like the wind

I look in the mirror and all I see
Is a young old man with only a dream
Am I just fooling myself
That she'll stop the pain?
Living without her,
I'd go insane

I feel her breath in my face
Her body close to me
Can't look in her eyes
She's out of my lead
Just a fool to believe
I have anything she needs
She's like the wind

I feel your breath in my face
Your body close to me
Can't look in your eyes
You're out of my league
Just a fool to believe
(Just a fool to believe)
She's like the wind
(Just a fool to believe)
Just a fool to believe
(She's like the wind)
Just a fool to believe
(Just a fool to believe)
She's like the wind
(Just a fool to believe)
Just a fool to believe
She's like the wind

(Just a fool...)
(She's like the wind)
(She's like the wind)
(Just a fool...)
(She's like the wind)
(Just a fool...)

  
Ela É Como O Vento
Ela é como o vento através dos meus sonhos
Ela passeia a noite perto de mim
Ela me leva através do luar
Só para me queimar com o sol
Ela pegou meu coração,
Mas ela não sabe o que fez

Sinto sua respiração em meu rosto
Seu corpo perto de mim
Não consigo olhar em seus olhos
Ela está fora do meu alcance
Só um bobo para acreditar
Que eu tenho algo que ela precisa
Ela é como o vento

Eu olho no espelho e tudo que vejo
É um jovem homem velho, com apenas um sonho
Eu estou apenas me enganando
Que ela vai parar a dor?
Vivendo sem ela,
Eu iria ficar louco

Sinto sua respiração em meu rosto
Seu corpo perto de mim
Não consigo olhar em seus olhos
Ela está fora do meu alcance
Só um bobo para acreditar
Que eu tenho algo que ela precisa
Ela é como o vento

Sinto sua respiração em meu rosto
Seu corpo perto de mim
Não consigo olhar em seus olhos
Ela está fora do meu alcance
Só um bobo para acreditar
(Só um bobo para acreditar)
Ela é como o vento
(Só um bobo para acreditar)
Só um bobo para acreditar
(Ela é como o vento)
Só um bobo para acreditar
(Só um bobo para acreditar)
Ela é como o vento
(Só um bobo para acreditar)
Só um bobo para acreditar
Ela é como o vento

(Só um bobo...)
(Ela é como o vento)
(Ela é como o vento)
(Só um bobo...)
(Ela é como o vento)
(Só um bobo...)

sábado, 8 de dezembro de 2012

A intensidade dos teus momentos íntimos, responsabiliza as tuas causas afetivas, tuas causas afetivas são consequencias das tuas satisfações ou arrependimentos. contudo, quando lidamos com afetos incertos, ficamos á mercê de sentimentos inseguros.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

que saudade...!!!

Um momento de recordações e saudade da pessoa, do homem com quem mais aprendi na minha vida e que ainda hoje se faz presente todos os dias nas minhas lembranças. Muitas delas que não seguro as lágrimas de tanta dor que a saudade ainda traz. O homem mais marcante que tive a honra de conviver e de aprender tanto com ele. Jamais haverá outro igual a você meu irmão, meu amigo, meu exemplo. Um amor incondicional e eterno! Ai hoje vejo esse video que me fez lembrar você ainda mais...
TE AMO GIAN =,(

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

“Voltei pra cama e abracei o travesseiro. E continuei pensando em como tudo era bom. Em como tudo era pra ser bom. Aí veio uma lágrima. E outra, outra, outra. Inevitável.”

domingo, 2 de dezembro de 2012

Deus de eterna bondade

"Deus de eterna bondade, em prece de louvor entrego-te minha alma,
sê bendito meu pai em todos os recursos, ferramentas, processos e medidas dos quais te utilizasses à fim de que eu perceba que tudo devo à ti.
Agradeço-te pois o tesouro da vida,
a presença do amor,
a constância do tempo,
o sustento da fé,
o calor da esperança que me acena o porvir,
o santo privilégio de servir,
o pensamento reto que me faz discernir o que é mau e o que é bem, na clara obrigação de nunca desprezar ou de ferir alguém ...
Agradeço-te ainda, a visão das estrelas à esmaltarem de glória o lar celeste,
as flores do caminho,
os braços que me amparam e os gestos de carinho dos corações queridos que me deste.
Por tudo te agradeço e QUANDO te aprouver despojar-me dos bens com que me exaltas ... ensina-me senhor à devolver tudo o que me emprestas-te ...
Mas por piedade ó pai , deixa-me em tudo por apoio e dever , a benção de ACEITAR e o dom de COMPREENDER. "

Aceitar e Renovar

Aceitarás a dificuldade, não por fardo de aflição que te arrase as energias, mas por ensinamento que te habilite à mais ampla aquisição de experiência.
Não te rebelarás contra a enfermidade...
Saberás, no entanto, afastá-la com os recursos curativos de que disponhas, imitando o devotamento do lavrador que protege a enxada em cuja cooperação encontra o pão de cada dia.
Entenderás os seres amados que te apresentem lamentáveis quadros de provação, tolerando-lhe, com serenidade, até mesmo as injúrias...
Ainda que seja à distância, porém, não só farás o possível para desculpá-los, como também te empenharás a auxiliá-los na melhoria do espírito.
Suportarás a preterição e o menosprezo nas áreas da atividade profissional...
Não renunciarás, contudo, ao dever de aprimorar-te, a fim de ser mais útil à comunidade à qual te vinculas.
Até mesmo em nós próprios, admitiremos certas falhas de extinção difícil, chegando a medir com sinceridade, a extensão de nossas deficiências...
Mas prosseguiremos, fazendo o melhor de nós, até que nos sintamos curados das imperfeições que nos caracterizem, com o esmeril do trabalho, ao calor da responsabilidade constante.
Paciência é compreensão.
Compreensão é luz de amor.
Aceitemos os obstáculos por testes de resistência, e as provas por lições... Entretanto, saibamos acolhê-los, agindo sempre por superá-los na expansão do bem, de vez que estamos todos na forja da luta evolutiva, com a certeza de que degraus para cima é que configuram a estrada de elevação.

Emmanuel - Pisicografia de Chico Xavier
Do livro: Busca e Acharás

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Começar de novo


A difícil arte do desapego
de deixar o passado e seguir adiante.
Me pergunto se existe algo mais difícil que
depois de cada tombo, de cada decepção,
esquecer e recomeçar?
Por onde começar de novo...???

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

FREJAT - SEGREDOS



Pensei um dia, ter encontrado esse amor, mas não...
Tudo que eu amei na vida me foi tirado
ou nunca me pertenceu de verdade.
Do futuro, a única coisa que ainda acredito, 
e que ninguém vai me tirar, é a morte.
Não espero por mais nada...
Nem por mais ninguém!!!

domingo, 18 de novembro de 2012

EU CREIO, MAS ESTOU TÃO CASADA DE LUTAR
QUE NÃO SEI QUANTO TEMPO MAIS AGUENTO...

‎"Abençoemos aqueles que se preocupam conosco, que nos amam, que nos atendem as necessidades... Valorizemos o amigo que nos socorre, que se interessa por nós, que nos escreve, que nos telefona para saber como estamos indo... A amizade é uma dádiva de Deus ... Mais tarde, haveremos de sentir falta daqueles que não nos deixam experimentar solidão!!!!!” 

Com o TEMPO


sábado, 17 de novembro de 2012


Ter Fé

Certa manhã, ao abrir meu face, a primeira mensagem, no topo da minha linha do tempo, era esta:

Deus diz: Minha querida, eu sei que você tem pensado em desistir com muita frequência. Você tem achado que eu não tenho te ouvido, só porque eu ainda estou em silêncio e tem se questionado o porquê de tanta coisa dando errado se você já entregou tudo em minhas mãos. A verdade, é que meu silêncio é apenas um pedido de paciência, um pedido de confiança. Sim, confie em mim, mesmo quando eu tiver em silêncio, mesmo quando nada estiver acontecendo ainda. Os seus olhos ainda não podem ver, mas a sua fé te levará a crer no que você ainda não está vendo, então use-a e não desista. Continue acreditando que eu estou trabalhando a teu favor, porque eu estou. E saiba que tudo dará certo sim, porque eu quem estou no controle de tudo. Usei essa mensagem pra te acalmar, porque tudo o que eu menos quero agora, é que você desista, eu quero que você continue pra lá no final, olhar e perceber que valeu a pena. E saiba que o que eu to preparando pra você é muito maravilhoso. Se acalma, pequena. Eu te amo muito, viu?


Deus tem sua forma de nos dizer oque precisamos, e sempre vem na hora certa. Com certeza, inspirou minha amiga a postar esta mensagem, usando-a como instrumento para falar aos que precisam! E eu precisava delas!
Muito obrigada Senhor!!! Meu mundo pode se abalar e desabar, mas minha fé em Ti, jamais!!!

sexta-feira, 16 de novembro de 2012




Quando me dizes Não

Agradeço, senhor
Quando me dizes "não"
Às súplicas indébitas que faço,
Através de oração .

Muitas daquelas dádivas que peço
Estima, concessão, posse, prazer,
Em meu caso talvez fossem espinhos
Na senda que me deste a percorrer.

De outras vezes, imploro-te favores,
Entre lamentação, choro, barulho.
Mero capricho, simples algazarra
Que me escapam do orgulho...

Existem privilégios que desejo.
Reclamando-te o "sim"
Que, se me florescessem na existência,
Seriam desvantagens contra mim.

Em muitas circunstâncias, rogo afeto,
Sem achar companhia em qualquer parte,
Quando me dás a solidão por guia
Que me inspire a buscar-te.

Ensina-me que estou no lugar certo,
Que a ninguém me ligaste de improviso,
E que desfruto agora o melhor tempo
De melhorar-me em tudo o que preciso.

Não me escutes as exigências loucas,
Faze-me perceber
Que alcançarei além do necessário,
Se cumprir com meu dever.

Agradeço, meu Deus,
Quando me dizes "não"com teu amor
E sempre que te rogue o que não deva,
Não me atendas, senhor!...

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Ser forte...

Tentei ser forte a vida toda, suportei a dor, a mágoa, a humilhação, 
as perdas, as mentiras, as traições...
Abaixei a cabeça, contei até mil, afastei os pensamentos negativos, 
me calei muitas vezes, engoli o choro, as decepções, as tristezas.
Fui ombro, alicerce e apoio pra quem de mim precisou.
Deixe de lado meus problemas para auxiliar com desprendimento,
aqueles que me procuraram em suas angústias.
Hoje choro escondida e sozinha, tentando desabafar o peso da vida,
da intolerância, da ingratidão, do desamor e da desesperança.
Mas sempre haverá um amanhã, outros dias para fazer tudo de novo,
se preciso for. Pois que choro hoje prometendo a mim mesma,
jamais revoltar-me, buscando ser forte até que se esgote todas as opções,
e nem o choro mais resolva.
E nesse dia, tenho a certeza, que será meu ultimo sopro de vida,
minha ultima lágrima e meu ultimo sorriso, pois me saberei livre enfim...   

terça-feira, 13 de novembro de 2012

RICKY VALLEN NADA DE MAIS


Agora acabou
Não da mais pra estancar a dor
Me cansei de ouvir mentiras
Era tudo um jogo, uma ilusão
Quantas noites eu te amei em vão
Pra você eu dei minha vida

Por amor
Eu caminhei até aqui
Por amor
Acreditei demais
Nesse amor
Que você negou pra mim

Não quero mais suas migalhas
Não tenho mais (nada)

Nada mais
Só um coração perdido
Nada mais
Só há dor dentro de mim
Nada mais
Você foi o meu espinho
Nada demais
É só o nosso fim

Por medo do amor
To vivendo em minha solidão
Nos seus beijos eu me perdia
Mas você com sua ingratidão
Foi jogando os sonhos pelo chão
Eu amei, você mentia

Por amor
Eu aguentei até o fim
Desse amor
Que me faz chorar
Falso amor
Que você jurou por mim

Na vida tudo tem um preço
Quem vai pagar?
Eu não tenho mais nada

Nada mais
Só um coração perdido
Nada mais
Só há dor dentro de mim
Nada mais
Você foi o meu espinho
Nada demais
É só o nosso fim

E não venha me procurar
Conheço bem seu jogo
To indo embora pra me curar de vez
Me deixe ir
Você com o seu drama vulgar, barato, destruía
E sepultava em mim nosso amor
Acabou
Nada mais

Nada mais
Só um coração perdido
Nada mais
Só há dor dentro de mim
Nada mais
Você foi o meu espinho
Nada demais
É só o nosso fim

Eu não vim pedir nada
Eu não quero nada
Nada mais